quarta-feira, 1 de março de 2017

Pererê de Ziraldo n.º 01 [ Facsimile ]



O gibi acima é um fac-símile e parte integrante do belíssimo box Turma do Pererê, comemorativo dos seus cinquenta anos, editado pela Globo em 2009 e composto de três livros recheados de quadrinhos antológicos. Depois, falarei um pouco sobre essa belíssima caixa. No momento, esta postagem apenas compartilha a reprodução do que foi a primeira revista nacional em quadrinhos, criada por Ziraldo e mantida com o apoio de Paulo Abreu (arte-finalista), João Barbosa (letrista) e Heucy (colorista).

A revista original foi lançada em primeiro de outubro de 1960, ao preço de Cr$ 15,00, com a possibilidade de assinatura anual a Cr$ 180,00. Ou seja: sem nenhum desconto aos assinantes, embora fosse uma boa opção para quem residia em localidades onde não havia banca de revistas. Quem editou o gibi e detinha seus direitos foi a Empresa Gráfica O Cruzeiro, lembrando que foi justamente na revista O Cruzeiro onde Ziraldo começou a a publicar suas primeiras gags com esse hoje esquecido personagem do folclore pátrio.

Ainda acerca dessa edição fac-similar, só tenho elogios. O cartão da capa é muito bom e evita extravio, assim como o miolo em papel que lembra o pólen bold, ou um offset bem grossinho. Mas o legal mesmo é a colorização: totalmente artesanal, parecendo lápis de cor e giz de cera. Muito bonito, mesmo. Coisa que não vemos por aí há décadas.

Das trinta e seis páginas, duas são de passatempos. E, abaixo, reproduzo um desses. Eu mesmo não o solucionei. Onde está o Saci? Deve estar bem integrado à paisagem rabiscada pelo Ziraldo. Ou então é uma pegadinha: ele transformou-se em alguma árvore ou planta... Vai saber. Ainda verei com mais calma e atenção.

As histórias são simples e bem humoradas. São excelentes para crianças, mas plenamente aproveitáveis por adultos que querem entretenimento rápido e de qualidade. Sem dúvidas, um gibi bacana e muito bonito, em todos os aspectos. Dá gosto ter algo assim em mãos.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

O comentário aqui é anônimo e não moderado. Contudo, pense bem se vale a pena perder seu tempo postando alguma ofensa gratuita.